BIODANÇA

BIODANÇA - A Dança da Vida






A Biodança é uma teoria única, estendida por todos os continentes do mundo. Portanto, embora todos os profissionais devam reportar-se a seu modelo teórico, cada um imprime seu perfil pessoal na prática da facilitação.

No Biocentrum, duas são as facilitadoras: Eliana Fonseca e Hilda Nascimento. Todo planejamento, maratonas e ações são geradas, discutidas, fundamentadas e planejadas em parceria, o que amplia a visão do exercício da Biodança, agrega competências e cuida melhor daqueles que chegam para as rodas. 

Eliana começou sua trajetória profissional pela Enfermagem. À partir daí, os caminhos de cuidadora sempre estivam presentes em sua vida e a formação como facilitadora veio para consolidar seu perfil disponível e atento às necessidades do outro.  Biodança e Argila é sua extensão escolhida para permanecer envolvida com a capacidade inata que todo ser possui de ser agente da sua própria mudança. Além disto, cursou formação em Biodança Clínica e Arquétipos.

       Fotografia: Alessandra Nohvais
Hilda traz a marca da Arte em seu trabalho, o que o torna particular. A experiência de 30 anos como artista educadora (diretora teatral) distingue sua prática profissional pela força transformadora da criatividade. Além disto, sempre foi do seu interesse acompanhar o desenvolvimento de identidades. Seus caminhos em Biodança a levaram para a formação em Didacta (profissional competente para formar outros facilitadores) e cursar duas extensões voltadas para os medos humanos - Projeto Minotauro e Projeto Evolução, Biodança Clínica e Arquétipos.                                                    

Atualmente cinco grupos funcionam no Biocentrum:

Sírius - grupo voltado para terceira idade
Rodamagia - grupo de aprofundamento e radicalização de vivências
Primavera nos Dentes - grupo intermediário
Um novo grupo às segundas-feiras para iniciantes
Prismas - Grupo de Teatro e Biodança para adolescentes




HISTÓRICO E CONCEITOS



Criada pelo antropólogo chileno Rolando Toro, na década de 60, Biodança é basicamente definida como "um sistema de integração e desenvolvimento humano, renovação orgânica, reeducação afetiva e reaprendizagem das funções originária da vida".

Traz como fundamento filosófico o Princípio Biocêntrico que nos leva a perceber que somos integrantes de um sistema vivente maior e que nos cabe cuidar da Vida em todas as suas expressões.

Biodança utiliza  em sua metodologia:  música,  movimentos e afeto nas situações de encontro em grupo, e conduz a vivencias integradoras do indivíduo consigo mesmo, com o outro e com a natureza.

Trata-se, portanto,  de um processo grupal, uma "poética do encontro humano", onde a  presença do outro é de fundamental importância para que se estabeleça o diálogo entre as vidas. A busca essencial é da percepção intensificada do viver e da recuperação de gestos cotidianos plenos de significados.
Cada sessão de Biodança contempla cinco núcleos de potenciais humanos a que chamamos de Linhas de Vivência - Vitalidade, Sexualidade, Afetividade, Criatividade e Transcendência e  enfatiza a saúde, pois Biodança  compreende que nosso estilo de viver configura nosso estilo de adoecer (ou de não adoecer) e que a percepção que temos da vida e as escolhas que fazemos é que estruturam o corpo (multidimensional) que temos.

A Biodança considera que todo indivíduo tem uma porção saudável e trabalha no sentido de desenvolvê-la.