segunda-feira, 10 de março de 2014

NÃO DÁ MAIS PRA VIVER COMO BONSAI


PROJETO EVOLUÇÃO

“A vida nos tem dado o potencial para crescermos como árvores, ramificarmos, florescermos e darmos frutos, mas temos desenvolvido uma cultura bonsaica. Uma civilização sustentada pela poda sistemática dos potenciais humanos. “

Carlos Garcia

Este trabalho, criado pelo Professor Carlos Garcia, é uma experiência de encontro do indivíduo com o poder das suas próprias raízes, com a força do tronco, com a abrangência dos galhos, a beleza das flores e a sacralidade dos frutos pessoais e utiliza a árvore como metáfora essencial para uma investigação profunda da evolução e crescimento humano numa visão prospectiva.
É um questionamento vivo sobre como desenvolvemos o nosso projeto de vida.
Em que terreno eu cresci?
Onde estão e como são minhas raízes?
Que direção
eu tenho dado a minha vida?
Eu tenho mostrado o melhor de mim?

Existem certas perguntas existenciais para as quais nem sempre temos respostas. Assim, praticando movimentos plenos de significado, estaremos numa rota de encontro com inúmeras possibilidades, entre elas a descoberta de algumas dessas respostas.

As raízes...
Enraizar é ter bases e solidez para o crescimento.
O talo...
Consciência do próprio eixo, da força pra crescer com solidez e estrutura.
Os galhos...
São os caminhos que tomamos na vida: relações, família, profissão, arte, amizades...
A flor...
Florescer é começar a mostrar a beleza (depois de um processo interior) e a essência (perfume): Epifania.
Os frutos...
São a realização de cada florescimento em resultados concretos: a realização profissional, uma relação, um projeto, todos têm um gosto, um sabor, quando são o resultado de um crescimento, quando são
consequência de um florescer.

         A Biodança é a metodologia fundante deste Projeto e abre possibilidades de contato com impedimentos/medos/bloqueios para o desenvolvimento pessoal voltado para o futuro, para o que está adiante do agora.


“As vivências que se relacionam com o sistema evolutivo têm como referente arquetípico, a semente original e a árvore da vida enfocando todos os níveis de crescimento até alcançar a maturidade.

Com esta maratona buscamos contribuir com elementos que facilitem ao participante vincular-se com seu processo evolutivo e, assim, potencializar os elementos que tenham ficado em segundo plano pelas circunstâncias da vida.”
         Carlos Garcia

DE 01 A 04 DE MAIO - Em Abaetetuba - Porto Sauípe - Ba
Facilitado por Hilda Nascimento (handragora@hotmail.com)
 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário